Arquiteto Florianópolis Rico Mendonça - Luminária Chuva

 

 

Arquiteto Florianópolis Rico Mendonça – Luminária Chuva

Sempre fui um apaixonado por abajur, luminárias, sombra e luz, esta foi a primeira luminária que eu idealizei, e realizei. O conceito, ilusão ótica, a primeira vista, parece ser uma chapa metálica com recortes, um olhar mais atento, verifica que na realidade são lacres de latinha de refrigerante, os mesmos foram acumuladas durante anos, em garrafas pet, até ter o número suficiente de peças para fechar o entorno e dar esta sensação de unidade.

A Cúpula invertida e feita de material natural (Juta rústica), usada e rejeitada numa loja, que a cedeu, por conta de pequena avarias, demos um novo uso para a mesma, como ela tem grandes proporções, e virada a parte menor para baixo com 17cm de abertura, e a maior com 55cm virada para cima, e como o peso das correntes de lacres, mesmo sendo de alumínio, juntando várias, ela precisaria dar equilíbrio a peça, decidi colocar tirantes de aço, e leva-los até o contato com o forro, no final dele, pinos de conexão, recebem o cabo, dando estabilidade a luminária. 

cada corrente é o entrelaçamento de um lacre e um anel de alumínio (os dois com o mesmo material), com 32 cm de altura, e um total de 340 correntes, alinhadas e colocadas uma a uma, trabalho artesanal. para dar mais resistência a peça, uma cruz de metal, foi colocada na abertura maior, para evitar fechamento da mesma, ou reforma-la, e também o bocal da lâmpada, e a saída do fio de luz, que liga a rede de energia. 

A luminária na sua parte menor (virada para baixo), conta com 3 pingentes feitos, com cristais, de lustres antigos e rejeitados pela loja que nos forneceu o material, aqui, ganharam um destaque da peça que conta cada uma 5 peças hexagonais, e um pináculo fazendo o fechamento, e trazendo um pouco de sofisticação e contraste com o resto da luminária.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta